Menu

Notícias

Mix de Mídia “GMRJ in Cannes 2015” bate recorde de público

Após viabilizar pela segunda vez a ida de oito mídias para o Festival de Cannes, a ação “GMRJ in Cannes” foi encerrada nesta quinta-feira (23) com enorme sucesso: o Mix de Mídia que teve o Festival como tema reuniu mais de 150 pessoas, no auditório do Edifício Argentina, em Botafogo.

Os mídias apresentaram alguns cases marcantes do Festival e discutiram sobre o uso de big data e a necessidade de haver um propósito e transparência nas campanhas publicitárias, além de refletir sobre o papel do mídia e de todos os profissionais de comunicação. A palestra trouxe também alguns exemplos sobre o futuro do modelo tradicional de agências e a importância das pessoas no processo produtivo.

Na abertura do Mix de Mídia, Fátima Rendeiro, presidente do GMRJ, fez questão de ressaltar a importância dos patrocinadores FOX, Globosat, Infoglobo, Turner, Sony e Record, que viabilizaram todo o projeto.

O evento foi o momento em que os profissionais que viajaram a Cannes puderam, finalmente, dividir suas experiências com o mercado. No início do debate, Marilena Geada falou sobre a ação e a importância que ela tem em inspirar, transformar e principalmente compartilhar conhecimentos. “Acredito que esse projeto vai muito além da viagem a Cannes. Voltar e poder dividir toda essa bagagem com tantos colegas de mercado faz toda a diferença. É essa troca de ideias e impressões que fazem do projeto algo realmente transformador” diz.

 

Por dentro do Mix

Antônio Jorge mediou o debate que colocou em pauta os temas que mais marcaram o Festival de Cannes sob o olhar de cada um dos mídias. Um dos assuntos mais comentados foi o uso da tecnologia e o grande número de dados produzidos pela humanidade. Os mídias discutiram sobre como o big data pode servir como fonte de observação e inspiração para a criatividade. “Os dados gerados podem ser entendidos como uma leitura das necessidades humanas e, por essa razão, eles devem servir não só de estímulo, mas também como um tipo de mídia”, conclui Daniela Ferro.

Um case que demonstra essa relação é a peça publicitária “Sound of Honda / Ayrton Senna 1989” que reproduz o som da volta mais rápida feita pelo piloto no treino de Suzuka, no Japão, em 1989. Com esse som, a Honda criou um curta-metragem que refaz a volta de Senna com luzes no circuito. Ou seja, a partir de um dado, foi criada a campanha.

Outra questão debatida em Cannes e colocada em pauta foi a respeito da necessidade de campanhas transparentes e que tenham um propósito. “O marketing está se transformando de ‘to people’ em ‘for people’, visando fazer algo pelo público. É fundamental desenvolver ações engajadoras, com conteúdos relevantes e que tenham um objetivo bem definido”, diz Luísa Bernardes.

Para demonstrar essa nova tendência, foi apresentado o case de um aplicativo desenvolvido pela Vodafone que ajuda, secretamente, mulheres vítimas de violência doméstica. Disfarçado em um app de lanterna, basta a vítima sacudir o celular três vezes que são enviadas mensagens automáticas para três contatos de sua confiança. O interessante, porém, foi a divulgação do aplicativo em locais estratégicos onde dificilmente seriam vistos por homens: etiquetas de roupas, produtos e banheiros exclusivamente femininos e vídeos com tutoriais de maquiagens.

Comprometimento e honestidade, são lemas que devem nortear as estratégias de comunicação, quando se deseja apresentar uma campanha engajadora. O uso criativo de dados, a transparência e proatividade, a partir de agora, são pré-requisitos básicos para uma campanha publicitária.

A ação “GMRJ in Cannes” contou com a participação de Antônio Jorge Pinheiro, Marilena Geada, Daniela Ferro, Marilena Cadena, Sandra Sartié, Luísa Bernardes, Andrea Afonso e Carla Dart. Segundo Fátima Rendeiro, o projeto é inovador e importante não só para os profissionais que foram, como para todo o mercado e patrocinadores, que se sentem motivados pelas tendências trazidas pelos participantes. “Nós trabalhamos para ter um mercado mais forte, obtendo e dividindo informações. Quando estamos em contato com o que aconteceu em Cannes, nos sentimos muito inspirados, queremos voltar ao trabalho pensando no que podemos fazer de novo”, conclui Fátima.







cforms contact form by delicious:days